sábado, 18 de setembro de 2010

Preconceito é burrice


Salve, meus irmãos africanos e lusitanos, do outro lado do oceano,
o Atlântico é pequeno pra nos separar, porque o sangue é mais forte que a água do mar.



Preconceito, racismo, xenofobia, discriminações em geral são a pior lição passada pela sociedade. Em um exemplo grotesco de ‘superioridade’ certos seres de mentalidade finita pensam ser o centro do universo e por isso acham-se no direito de julgar outros pelo seu modo de vestir, falar, rezar ou simplesmente pela cor de sua pele ou dos zeros em sua conta bancaria.

O homem é a criatura mais mesquinha e hipocrita da face da Terra, nós temos a audacia de pensar que somos o centro do universo e que tudo que é diferente de nós é errado e pecaminoso, dai surge o preconceito. O preconceito, como o nome já diz, é uma ideia que temos da pessoa antes mesmo de conhecê-la, isso se deve a valores recebidos em casa, na escola, através de televisão, radios e outros meios de comunicações e até mesmo por ditos populares.

As formas de preconceito são as mais variadas, otimos exemplos podem ser tirados do transito, como quando os motoristas dizem coisas como: “Tinha que ser mulher”, “só pode ser velho”, “É preto”, e se não for nenhuma das anteriores, “Então só pode ser viado”. Enfim, quem garante que só mulheres, idosos, negros, homessexuais ou loiras são os que cometem mais erros no transito? Isso não é nada alem de preconceito sem razão!

Uma pessoa não pode ser julgada apenas por sua crença, cor, opção sexual, ou por qualquer razão que não seja sua personalidade, mas a sociedade parece não entender isso e continua achando que todo negro é ladrão, que toda loira é burra e que lugar de mulher é no fogão e essas coisas mostram-se cada vez mais falsas a medida que olhamos o mundo a nossa volta, afinal o presidente estadunidense é negro, Angelina Jolie (atriz e “embaixadora da boa vontade”, representa causas humanitarias em todo o mundo) é mulher e ateia, Yves Saint Laurent (famoso estilista frances que defendia causas nobres, morreu em 2008) era homossexual.

Não devemos julgar uma pessoa ou dizer o que ela é ou o que ela não é, pois nunca conhecemos alguem totalmente e não conhecemos seus motivos para ser como é, por isso uma mudança de pensamento mostra-se necessaria, não só para acabar com o preconceito, mas tambem para acabar com as injustiças cometidas com as vitimas de qualquer tipo de discriminação.

Ninguem é tão perfeito que não precise mudar, ninguem é tão bom que não possa errar e todos somos ignorantes em escesso para julgar.



"Eliminando da mente todo o preconceito e não agindo com a burrice estampada no peito." (Gabriel, o pensador)

2 comentários:

  1. *-* wont+
    adoreiii
    muito bom super legal
    e a foto muito fofa
    massa ;D

    ResponderExcluir