quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Deus

"Como foi que tudo começou?"

Como pode uma única pergunta fazer tanta diferença? Uma única pergunta e tantas formas de respondê-la. "Deus nos criou a partir do barro". O quão errônea é tal afirmação para os cientistas e o quão verídica é para os criacionistas. A verdade é que ninguém sabe ao certo a resposta pra pergunta chave. Porem alguns se contentam com as ditas verdades escritas em certo livro escrito a mais de dois milhões de anos atrás, o qual não tem nenhuma prova de suas afirmações controvérsias. Outros acreditam em livros mais recentes, com afirmações e teorias comprovadas em laboratórios por pesquisadores evolucionistas formados.


Em que eu acredito? Por mais que tente ser imparcial na maioria de meus textos (infelizmente sem êxito) sou uma cética. Acredito no que posso ter as provas, acredito nas pesquisas e experiências desenvolvidas por técnicos formados em laboratórios e não em livros antigos. Livros os quais afirmavam que a terra era plana, livro que não deve ser lido de forma critica e sim com fé (está obvio o porquê no tamanho das controvérsias e erros encontrados), livro escrito em uma época de trevas onde o mundo estava em guerra e conhecia pouco mais do que o continente europeu, livro escrito por homens que se diziam inspirados por Deus, o que nos leva a mais uma pergunta importante...

Vamos pensar criticamente. Na antiga Grécia os Deuses eram ligados a elementos naturais, tal como o Sol, a água, as arvores, etc etc etc, e dividido em escala. Ex: Deus do raio Zeus (líder dos Deuses) e seu filho o semi-Deus Hercules (Filho de um Deus com um mortal). Bem, esses Deuses eram criados para explicar as secas, tempestades, nascer do Sol, etc. Pois naquela época não havia explicações para tais fenômenos. Com o passar do tempo os homens ficaram mais inteligente, mas ainda haviam coisas que não podiam explicar, a ela era atribuído o poder de Deus, sim um único Deus, pois com muitos Deuses muitos sacrifícios e oferendas e menos controle do povo. Um único Deus onipotente e onipresente que favorecesse uma maioria era bem mais lucrativo. Afinal religião sempre trouxe poder e dinheiro para os que a controlavam, como exemplo temos o grande poder exercido pelo papa até hoje, as guerras santas do passado e a catequese aplicada nos ameríndios.

Enfim, bons Deuses precisam de grande historias e grandes poderes, como os super-heróis, assim é possível ensinar as crianças a adorá-los e aos adultos a não desafiá-los. Não me diga que nunca percebeu o jeito de historia fictícia da bíblia como em episódios como Davi e Golias, Noé e a arca, Dalila e Sansão, a minha preferida: Jesus é tentado no deserto. Na verdade a bíblia toda é um conjunto incrível de historinhas e fabulas. Pras crianças mais crescidas tem até uma historia bem sangrenta com personagem de terror que é a da tentação e crucificação de Cristo, ilho único de Zeus, digo Deus, o filho de Zeus é Hercules não é? Desculpem o erro, isso costuma acontecer quando lê historias com personagens muito parecidos. Sim é isso mesmo, Jesus não é o único menino-Deus filho de um Deus todo poderoso. Temos:

1. Horus - Deus Sol no Egito por volta de 3000 AC, nasceu em 25 de dezembro da virgem Isis, seu nascimento foi acompanhado por uma estrela a leste que foi seguida por três reis, aos 12 anos era uma criança prodígio e aos 30 foi batizado por Anup e começou seu "reinado", tinha 12 discípulos com quem viajava e fazia milagres como cura, caminhar sobre as águas, etc. Conhecido por nomes como” a verdade”, “a luz”, “cordeiro de Deus", entre outros. Depois de traído por Tifão foi crucificado, morto e sepultado, desceu a mansão dos mortos e ressuscitou ao 3º dia.

2. Attis na phyrigia (Grécia) em 1200 AC- Nascido da virgem Nana em 25 de dezembro, crucificado morto e sepultado ressuscitou ao 3º dia.

3. Krisha na Índia 900 AC - Nascido da virgem Devaki com uma estrela no oriente a assinalar sua chegada, fez milagres, era seguido por discípulos, foi morto e ressuscitou.

4. Dionísio na Grécia 500 AC - Nascido de uma virgem em 25 de dezembro, praticou milagres como transformar a água em vinho, conhecido como “rei dos reis”, ”filho prodigo”, “alfa e Omega”. Ressuscitou após sua morte.

5. Mithra na Pérsia 1200 AC - nascido em 25 de dezembro de uma virgem, teve 12 discípulos, praticou milagres, foi morto e sepultado ressuscitou ao 3º dia. O dia de adoração a Mithra é aos domingos.

6. Jesus Cristo nasceu da virgem Maria em 25 de dezembro em Belém, seu nascimento foi testemunhado por três reis magos que seguiam uma estrela a oriente, começou a pregar aos 12, foi batizado aos 30 por João Batista, teve 12 discípulos com quem viajou e operou milagres como andar sobre a água, transformar água em vinho, curar doentes, etc., foi traído por Judas, padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado, desceu a mansão dos mortos e ressuscitou ao 3º dia, subiu aos céus, está sentado à direita do Pai todo poderoso de onde a de vir a julgar os vivos e os mortos.
Enfim, é fácil perceber a semelhança de Jesus com os outros Deuses até mais antigos do que ele, na verdade, eu poderia até afirmar que a historia de Jesus foi formada a partir das historias dos Deuses antigos cultuados na época, assim agradaria a varias culturas diferente e o tornaria O Todo Poderoso, mas há uma explicação astrológica para todas essas datas e fatos, explicações que não tenho tempo de digitar, então recomendo o vídeo “Zeitgeist - Jesus Cristo o Mito copiado dos Pagãos” que é dividido em três partes o abreviado e 12 o completo, tal vídeo pode ser facilmente encontrado no youtube, nele vão encontrar explicações bem lógicas de como foi formada a religião cristã.


video

Termino esse texto com algumas perguntas que gostaria de obter respostas realmente plausíveis e não baseadas em um livro de mais de 2000 mil anos.



• Quem é Deus?

• De onde ele veio?

• Quais são as provas de sua existência ou as de seu filho?

Não são perguntas tão difíceis. Se eu encontrar respostas para elas vou postá-las aqui e se alguém conseguir me responder, também postarei as resposta e comentarei sobre elas. Enquanto isso não acontece contínuo acreditar apenas no que se pode provar.

             

Nenhum comentário:

Postar um comentário